Datas comemorativas e presentes: uma estratégia para todo mundo ficar feliz :-)


12 de outubro, Dia das Crianças

Quem tem crianças próximas sabe a expectativa que essa data gera.

É só lembrar quando você era criança.

Presente dos pais é bem provável e, quem sabe, do dindo, da dinda ou de algum tio(a).

Você, como mãe, pai, dindo, dinda, tia, tio (...), como planejou a compra do seu presente do Dia das Crianças?

Opa, não planejou!

Esse é o normal. Um dia antes, você corre depois do horário de trabalho até uma loja e adquire o que está disponível e que seja mais próximo da alegria de quem vai ser presenteado.

Posso te contar uma novidade?

Algumas datas comemorativas se repetem todos os anos!

Uaaaaaaaaaaaaaaaaaau!

E por que isso faz a diferença? Porque você pode se programar com os seus presentes dessas datas comemorativas que se repetem todos os anos antes que fique em cima delas e você pague o preço da pressa.

Como?

Pense um pouquinho...

Esse ano vai ter Natal?

Quem você vai presentear no Natal?

O que essa pessoa gostaria de ganhar?

Se você sabe disso, pode ir hoje mesmo na internet e pesquisar o preço médio desse presente. E se tiver uma loja física que venda o mesmo artigo, você pode pegar a sua pesquisa e ir até a loja física tentar negociar um desconto (loja sempre tem margem).

Sabe qual é o nome disso?

Fazer mais com menos $!

A pessoa fica feliz porque ganhou algo que gostaria e você fica feliz porque pagou o mínimo possível no mesmo artigo.

Tá, e para quais datas você pode aplicar essa estratégia?

- Aniversários (das pessoas, de namoro, de casamento) - Dia dos Namorados

- Dia das Mães

- Dia dos Pais

- Dia das Crianças

- Natal

E aí, já comprou os seus presentes de Natal desse ano?

O que está esperando?

Use seu recurso ($) com inteligência e o multiplique.

Lembre-se: o segredo da otimização do dinheiro está mais em como você gasta do que em quanto você ganha.